13.9.22

Reversibilidade


Era uma norma
(uma regra moral, se se quisesse.
Não estava inscrito na Carta de Veneza,
mas era agora um princípio metodológico
dos arqueólogos da Acrópole,
e ao qual qualquer processo de restauro
deveria responder):
nunca nenhum gesto
que não pudesse ser revertido,
nenhuma intervenção.
Nunca nenhum nome que não pudesse
ser apagado.




3.9.22

Família

Nome feminino
(do latim familia, -ae, os escravos e servidores
que vivem sob o mesmo tecto, as pessoas de uma casa).

Não tinha mais nada a acrescentar.




30.8.22

Motel Chronicles, III

Sairia às doze, hora limite para o check-out,
nem um minuto antes.
Não que quisesse aproveitar o quarto ou
a cama. Simplesmente não tinha

mais para onde ir.




25.8.22

Motel Chronicles, II

Sabia que sabiam
porque pagava em numerário
(cash, como indicou,
estendendo as notas amarrotadas):

não queria deixar rasto.





4.8.22

Motel Chronicles

Sugeriu
que ele usasse
a touca de banho
do quarto do hotel
como preservativo.

Correu mal.




29.5.22

Guerrilla girl, franchising 


Vantagens de ser mulher e escrever:
— não ser levada sério, e a sê-lo só
com a complacência que se dedica às crianças.
— cuidar das crias enquanto produz palavras
porque crias e palavras procedem do mesmo lugar.
— fazer de conta que se é parte de uma comunidade
de fêmeas reprimidas desde a criação. Fazer-se reprimida.
— saber-se exemplar de um corpo intermutável,
o das mulheres que são mulheres antes de serem pessoas.
— confirmar que o que escreve será sempre lido 
como coisa de género (não confundir com génio).




7.5.22

Algum grau de agressão

Ela como ela e todas
essas mulheres que conhecera
raparigas
(e com quem trocara confidências,
e com quem se confrontara,
e com quem quisera assaltar o mundo),
a contarem os anos para a menopausa e 
a tornarem-se velhas, feias
e vagamente estúpidas. Talvez,
se soubesse ser séria,
pudesse parecer-se com uma delas. 




20.4.22

Equivalência semântica


O oco que sugava (sugava, sorvia,
chupava, absorvia, chuchava, 
esgotava. Tirava, extraía, auferia.
Extorquia, apanhava, roubava, defraudava, 
subtraía — segundo as sugestões
do dicionário de sinónimos do Word.
A polissemia,
começava a compreender, não agia
no texto ou no mundo,
cava mais fundo, no fundo)
o coração.




25.2.22

Classe: Mammalia, Ordem: Carnivora


Algum de vós, talvez,
falar de amor.
De desejo?
Confundi-los, distingui-los,
separar o que
não tem separação,
misturar o que
será separado.
Pesar um contra o outro,
medi-los,
compará-los,
arrastá-los pela trela
como cães de rojo pelo passeio, 
a derrapar no sangue.
Uivos, vozes,
e a escolha acabaria
entre a mão mordida
e o cão enforcado. Ou ambos.



21.2.22

Falta, falha, fenda, o que se quiser


Sabia onde não estava:
no corpo dos outros.
Na carne, na cama, na cona,
no prazer do parto, no de conceber,
na culpa, na coima,
no ter entre as pernas,
no poder não ter,
no grito de gozo
no urro da dor,
na culpa, no crime,
no erro, na raiva,
na fúria da fome de ter de viver.



27.1.22

Breviário da inibição


Não sabiam sentir?
O estremecer da carne,
joelhos, peito, baixo-ventre? 
O soçobrar dos olhos,
nunca o bastante baixos,
nunca altos o suficiente,
a roupa que arranha o que resta da pele,
o elástico das cuecas que sufoca as ancas?
O sutiã? O decote? O decoro,
a moral que oprime, a dúvida que veda 
mais do que a castração,
a honra, a cobardia, o pânico,
o longo e gasto estado de agonia?




14.6.21


Privação


Parecia-lhe por vezes 
(quando se sentava, à noite,
na borda do colchão, sem saber onde
faria mais frio, se dentro, se fora,
se na carne, se na cama)
que o cheiro a urina que
se soltava da saia
era o único indício de intimidade. 
O peso de um outro por dentro do corpo,
um hábito, um uso, 
uma forma física de penetração.
Não perguntava quem penetrava quem.




31.5.20

Scale threshold



Haveria um momento (ignorava qual, quando,
se aconteceria ou se era apenas uma possibilidade
do regime de troca de bens e de serviços,
de acumulação de corpos e de conhecimento),
haveria um momento, pois, em que o tempo
(o outro nome para aquilo que não controlava,
a dor, a existência dos outros,
o desejo, o dinheiro, tudo o que construía
o mundo do lado de lá da janela
e tudo o que a habitava do lado de cá:
as palavras que se prendiam à boca
e o vazio que lhe insuflava a saia)
haveria um momento, então, em que o tempo,
a época, a idade
a forçariam a ser o que nunca fora.